Você sabe o que é possível fazer com a lipoenxertia?

Você sabe o que é possível fazer com a lipoenxertia?

É comum as pessoas terem autoestima baixa por não estarem satisfeitas com seu corpo e, por isso, buscam auxílio de um cirurgião plástico. Uma das maiores reclamações é o excesso de gordura em determinadas regiões do corpo, enquanto outras partes sofrem do problema inverso.

Para esses indivíduos existe uma técnica que se utiliza da gordura localizada para preenchimento de outro local. A lipoenxertia é o procedimento indicado para lidar com a flacidez, dar volume e modelar o corpo. Durante o processo, elimina-se o excesso de gordura da área abdominal, da cintura, das coxas ou das costas através da lipoaspiração. A partir daí ela será tratada e então reutilizada para dar volume e remodelar outras regiões.

Essa técnica pode ser utilizada para os glúteos, as mamas e o rosto. No primeiro caso, após a lipoaspiração, realiza-se a gluteoplastia, isto é, a reinjeção da gordura coletada para dar volume e melhorar a aparência dos glúteos. Em média, trabalha-se com 500 ml de gordura para preenchimento. Essa técnica, muitas vezes, é preferível ao implante, pois dá um aspecto ainda mais natural.

O procedimento é utilizado também para dar volume aos seios, desde que não possuam aspecto flácido, e para reconstrução das mamas. Muitos indivíduos passaram a procurar essa técnica em vez do silicone, pois não deixa cicatrizes.

É possível também fazer a lipoenxertia facial, em que o preenchimento feito dá volume aos tecidos atrofiados, harmoniza o rosto e rejuvenesce a pele.

Por se utilizar de material do próprio corpo e não causar cicatrizes, a recuperação da lipoenxertia é facilitada. Os resultados dessa cirurgia costumam ser perceptíveis depois de um mês, sendo o produto final apenas obtido após seis meses e com efeito duradouro. Como qualquer cirurgia, para evitar complicações deve-se seguir as orientações do cirurgião plástico no pré e pós-operatório.