Verdades e Mitos sobre a Rinoplastia

Verdades e Mitos sobre a Rinoplastia

A rinoplastia é uma das minhas especialidades e também uma das cirurgias mais recorrente no mundo todo. A cirurgia do nariz pode ser realizada com fins estéticos e também com finalidade reparadora que contribui para sua funcionalidade.

Por ser uma cirurgia bastante realizada ouço muitas dúvidas quanto ao preparo, o procedimento e o pós-operatório. Mitos e verdades se misturam e confundem diversos pacientes que buscam informações precisas para conhecer o procedimento antes de realizá-lo. Por isso separei algumas explicações para desmitificar esse tema.

Você pode ter qualquer tipo de nariz

Mito. No processo da rinoplastia você não pode escolher determinado tipo de nariz ou querer um nariz igual ao de alguém. Devem ser respeitadas a anatomia e as proporções da sua face.

A estrutura do nariz é diferente para cada paciente, por isso o resultado da cirurgia não tem um padrão, mas buscará atingir uma mudança que estará de acordo com seus traços. Por isso é muito importante o primeiro contato com o cirurgião, pois você pode expor suas expectativas e dúvidas para o profissional, e ele considerará seus desejos para levar ao resultado mais satisfatório possível.

A plástica de nariz é uma cirurgia de risco

MITO. A rinoplastia, assim como qualquer cirurgia, possui seus riscos. Mas na mão de um cirurgião e equipe de competência eles são baixíssimos. Ela deve ser realizada em ambiente hospitalar, e se o paciente seguir todos os conformes do pré-operatório e for apto, a cirurgia tem grandes chances de ser um sucesso.

O resultado pode ser visto no primeiro mês

Essa é uma verdade em partes. As mudanças derivadas da cirurgia já começam a dar sinais após um mês, mas o resultado total acontece após o processo de cicatrização total e pode demorar até um ano para ser definido.

A plástica de nariz pode causar problemas respiratórios

Verdade. Infelizmente esse é um risco que pode ocorrer após o procedimento, mas principalmente se não for realizada de maneira adequada com um especialista. Um colabamento da válvula externa ou desvio septal pode levar a problemas respiratórios.

Alguns dos motivos que podem gerar esses problemas, além de uma má execução técnica, são as características anatômicas desfavoráveis do paciente ou a falta de diagnóstico prévio de algum problema.

Fique ligado no blog que em breve traremos a parte 2 dos mitos e verdades sobre a rinoplastia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>