Saiba mais sobre a correção das orelhas de abano, a otoplastia

Saiba mais sobre a correção das orelhas de abano, a otoplastia

A otoplastia é o procedimento cirúrgico utilizado para correção das orelhas em caso de sequelas, ausência congênita e má formação das orelhas.

O problema que a cirurgia mais trabalha é o caso das “orelhas de abano” em que a borda lateral se distancia muito da cabeça deixando-a com aspecto maior. Essa deformação é comum desde a infância e pode levar a prejuízo de autoestima.

No caso das orelhas de abano existem desde o grau mais leve ao mais grave, porém o que indica a necessidade cirúrgica é o desconforto do paciente. A cirurgia pode ser feita a partir dos 6 anos, quando a orelha está plenamente formada.

Para a otoplastia utiliza-se anestesia local com sedação, podendo ser usada a geral, principalmente no caso de crianças. No geral ela dura cerca de 1 a 2 horas. No processo é realizada uma incisão na parte de trás da orelha onde é retirado o excesso de pele e depois o ligamento da cartilagem.

Em alguns casos a cartilagem pode ser enfraquecida e retirada para diminuição da orelha. Por fim são feitos os pontos para o fechamento da pele.

Após a cirurgia o paciente pode ter alta no mesmo dia. Ele deve permanecer em repouso por 2 a 3 dias mantendo sempre a cabeça erguida. O curativo é retirado após cerca de 2 dias.

É normal que haja edemas e vermelhidão, assim como coceira, mas o paciente não deve mexer na região, pois a pele estará muito sensível. Em casos de correção da orelha de abano ele deverá utilizar uma faixa elástica por cima da orelha por 2 a 4 semanas.

Apesar do inchaço, o resultado já é bastante perceptível logo após a cirurgia, mas o resultado final acontece quando a cicatrização está completa. A cicatriz fica por trás da orelha sendo praticamente invisível. No final o paciente estará com mais simetria e harmonização facial, além de mais satisfeito com sua aparência.