Procedimentos tendências para 2018: o MD Codes

Procedimentos tendências para 2018: o MD Codes

Um novo ano se inicia, e a busca pelo bem-estar e realce da beleza estão entre várias resoluções de 2018. Assim, novos procedimentos estéticos tomam mais força nesse período, como o caso do MD Codes. A técnica, que é considerada um lifting facial não cirúrgico, é a tendência do momento.

O MD Codes é uma forma de preenchimento facial que trabalha codificando os pontos de sustentação de acordo com cada formato facial. Ele leva em considerada que os rostos possuem estruturas e proporções diversas e, portanto, as áreas atingidas pela flacidez ou perda de volume são diferentes.

Dessa forma, o cirurgião pode obter um resultado mais eficaz. O tratamento contribui não só para dar sustentação, harmonização e rejuvenescimento, mas também na prevenção do envelhecimento precoce.

Indicação

O tratamento não tem restrição de idade. Para pessoas mais jovens, geralmente são aplicados em quantidades menores, com objetivo de prevenção. Pacientes de mais idade ou com o rosto mais envelhecido costumam necessitar de mais ampolas.

Procedimento

O método deve ser executado por um profissional qualificado, como um cirurgião plástico ou dermatologista. Aplica-se então um creme anestésico e, em seguida, é introduzido ácido hialurônico nos pontos progaramados após marcação previa.

O procedimento pode ser realizado em diversas regiões do rosto como: sobrancelhas, olheiras, bigode chinês, pés de galinha e testa, sendo as mais tratadas a área da maçã do rosto e a parte inferior dos lábios e da face.

Resultado

Para recuperação são indicados descanso e evitar massagem no rosto por um período de 24 horas. Também nesse tempo não se deve realizar atividades físicas. O método não deixa marcas e o resultado é visto pouco depois do período de restauração. O procedimento também estimula a produção de colágeno, então, mesmo depois da duração, que varia entre 12 e 24 meses, pode se ver uma melhora na região aplicada.