Como funciona a bichectomia, cirurgia plástica das bochechas

Como funciona a bichectomia, cirurgia plástica das bochechas

Muitas pessoas sentem-se inseguras com o formato do rosto e a dimensão de suas bochechas. Existem casos onde, por mais que os indivíduos percam uma quantidade considerável de peso, o formato de sua estrutura facial faz com que sua aparência ainda seja de bochechas redondas e de um rosto mais “grosseiro”, menos desenhado.

É para pessoas como essas, que desejam tratar a insatisfação que têm com o formato do rosto, que é indicada a bichectomia. O procedimento também é conhecido como cirurgia de redução das bochechas e tem como finalidade atribuir uma aparência mais harmônica e marcada ao contorno do rosto, retirando o tecido que dá volume às bochechas.

A cirurgia é feita a partir de uma incisão na parte interna da boca, que fica imperceptível, e a partir dela é realizada a retirada do tecido de gordura. Após o procedimento, a sutura da incisão é realizada com pontos que não necessitam ser retirados futuramente, pois são absorvíveis. A cicatriz deixada pela cirurgia fica na região interna da boca, na área superior das bochechas, não sendo visível externamente.

O resultado buscado pelo procedimento é uma face com a região inferior mais afinada e contornada, além de atribuir maior destaque às maçãs do rosto, deixando-as mais proeminentes. Por isso, esse procedimento é muito procurado por pacientes que desejam abandonar o rosto mais “infantil” e arredondado e adquirir uma expressão mais elegante e simétrica.

O pós-operatório não apresenta dor, mas sim um leve desconforto por conta do inchaço, normal após a realização de procedimentos cirúrgicos. Esse aumento de volume natural e temporário na região geralmente diminui dois dias após a realização da bichectomia. Não são necessários curativos, uma vez que a sutura da incisão é realizada na região interna da boca.

A retomada das atividades cotidianas pode ser realizada entre quatro a sete dias após o procedimento, evitando grandes esforços físicos. Já as atividades físicas podem ser normalizadas após três a quatro semanas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>